Autoprograma de Saúde  
Atendimento Ao VivoAtendimento Ao Vivo
 
    Profissionais Credenciados
    Tabelas AMB e TNCC
    Matérias e Dicas de Saúde
    Perguntas e Respostas
    Contato
Relato como o atendimento deve ser feito.

"O clínico geral deveria ser o primeiro médico a examinar o paciente. Após esse contato, se necessário, ele o encaminharia a um especialista".

1. Existe mesmo uma tendência da volta do médico de família?
Aqui no Brasil ainda deve demorar um pouco para esse clínico geral voltar a ocupar seu espaço, mas nas universidades americanas a maior preocupação na atualidade é a formação do médico de família.

2. Como a sociedade voltou a procurar o generalista?
Os especialistas, sem uma visão de conjunto, preocupados em pedir uma série de exames sem alvo definido e muitas vezes desnecessários (como tomografias, angiografias e ultras-sonografias) - acabam não cumprindo a sua meta: o diagnóstico correto. Os pacientes - que cumprem um calvário fazendo esses exames - começam a confiar mais no profissional que estuda seu histórico médico e os examina. No profissional que os investiga e orienta.

3. Qual seria o perfil desse médico?
Seria o de um clínico geral, voltado para a história médica do paciente e para a prática dos primeiros cuidados: triagem, diagnóstico e tratamento. Depois, poderia até encaminhá-lo a um especialista. Esse médico teria uma formação multidisciplinar, estaria envolvido com a maioria das especialidades das clínicas médicas e cirúrgica, psiquiatria, dermatologia, neurologia, doenças infecciosas e farmacologia.
Estaria constantemente se reeducando e poderia fazer, inclusive, com que o paciente tomasse parte nas decisões, oferecendo-lhe melhores alternativas de tratamento.

4. Por que as pessoas foram deixando de procurar o clínico geral?
Nas últimas três décadas, a rápida aquisição de novos conhecimentos médicos direcionou o profissional para o campo da especialização. As escolas buscaram satisfazer a demanda das especialidades, levando o médico em formação a ser treinado rapidamente e a realizar um salto na trajetória para preencher as necessidades médicas sociais momentâneas. Com isso, os médicos se afastaram dos pacientes e dos principais propósitos na prevenção de doenças e primeiros cuidados médicos.

5. Isso alterou os padrões de atendimento médico?
Sem dúvida. O conceito de um bom serviço médico passou a ser aquele que oferecesse avançada tecnologia - principalmente no campo da cirurgia cardíaca e transplante de órgãos -, sem considerar seus altos custos. A partir daí, o Estado, as assistências médicas e o próprio paciente começaram a se preocupar com os preços elevados e procurar meios de amenizá-los.

SUBIR   
 
Cartão Vida - Av. Leopoldino de Oliveira, 2218 - 34-3316-5080 - Uberaba-MG